Benefícios e Vantagens

Vantagens da Ancoragem Predial em Condomínios e Residências

Além de cumprir a NR 18 da SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 157, DE 10 DE ABRIL DE 2006 onde prevê que :  

As edificações com no mínimo quatro pavimentos ou altura de 12m (doze metros), a partir do nível do térreo,devem possuir previsão para a instalação de dispositivos destinados à ancoragem de equipamentos de sustentação de andaimes e de cabos de segurança para o uso de proteção individual,a serem utilizados nos serviços de limpeza, manutenção e restauração de fachadas.

Seu prédio contará com um sistema de segurança que beneficiará os condôminos em:

=> Economia de dinheiro e tempo na hora de executar manutenção predial;

=> Auxiliar em mudanças e ascenção de móveis ou equipamentos de obra muito grandes ou pesados;

=> Facilitar a ação da equipe de bombeiros em caso de incêndio, conferindo agilidade e segurança no resgate em altura.

No que diz respeito à lei trabalhista, todo síndico e administrador de condomínios e residências é corresponsável pelo trabalhador terceirizado, respondendo também criminalmente em caso de acidente de trabalho.

Quando um funcionário de manutenção predial executa um serviço em condições precárias de segurança todo o condomínio e morador também é responsável por assegurar e prezar pela vida do colaborador.

Ao colocar em risco a vida de seus colaboradores em um ambiente inadequado para a execução do trabalho em altura, com cordas puídas ou inadequadas, pessoas sentadas em balanços de madeira, pessoas sem equipamentos de segurança adequados como botas, capacetes, luvas, cintos trava-quedas e talabartes, e amarrações para sustentação do trabalhador em locais impróprios, automaticamente todo síndico e condômino é corresponsável, e em caso de acidentes, o condomínio é obrigado por lei a indenizar a vítima e ou sua família, e caso algum transeunte seja atingido por fragmento de obra ou seja envolvido no acidente, este também terá direito à indenização junto ao condomínio.

Com o Sistema de Ancoragem Predial instalado em todo o perímetro do edifício estas dores de cabeça podem ser evitadas a todos os envolvidos, trazendo benefícios e bem estar.

Com design diferenciado as peças de Ancoragem Predial da Espera de Ancoragem conferem acabamento discreto e elegante à sua obra.

> SE VOCÊ É CONDÔMINO EXIJA DO SEU SÍNDICO!

> SE VOCÊ É SÍNDICO SEJA UM ADMINISTRADOR COM CONSCIÊNCIA EM SEGURANÇA DO TRABALHO!

> ECONOMIZE TEMPO E DINHEIRO!

Consulte nossa equipe de vendas e faça seu orçamento sem compromisso!

PREVINA-SE AOS ACIDENTES - COBRE O TREINAMENTO NR 35 AOS PROFISSIONAIS DE TRABALHO EM ALTURA

A NR 35  estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade. Acompanhar a implantação da nova regulamentação considerando trabalho em altura toda atividade executada acima de dois metros do nível inferior, onde haja risco de queda. Também faz referência às responsabilidades do empregador e do trabalhador.
Ao trabalhador, caberá cumprir as disposições legais e regulamentares sobre trabalho em altura, inclusive os procedimentos expedidos pelo empregador; interromper suas atividades exercendo o direito de recusa, além de zelar pela sua segurança e saúde e a de outras pessoas que possam ser afetadas por suas ações ou omissões no trabalho.
Esta normativa estabelece que o empregador deverá promover um programa para capacitação dos trabalhadores para a realização de trabalho em altura. Trabalhador capacitado para o trabalho em altura é aquele que foi submetido e aprovado em treinamento, teórico e prático, com carga horária mínima de oito horas. O conteúdo deve, no mínimo, incluir normas e regulamentos aplicáveis, dentre eles ao trabalho em altura; análise de risco e condições impeditivas; Equipamentos de Proteção Individual  e condutas em situações de emergência.

Saiba mais